Símbolo de Acessibilidade na Web
ACESSIBILIDADE

O Escritório


Fundado em 2003, pelo Dr. Rony Emerson Ayres Aguirra Zanini (OAB/SP nº 150.874), advogado militante desde 1997, o escritório Zanini Advocacia Trabalhista presta serviços no âmbito consultivo e contencioso. Sediado em Taubaté, atende a clientes em todo o Vale do Paraíba. Prestando serviços especializados, com a crença na Justiça como finalidade do Direito, o escritório Zanini Advocacia Trabalhista prima pelo estudo, pelo constante aperfeiçoamento técnico-jurídico, pela dedicação à atividade desenvolvida, pela eficiência, pelo diálogo aberto com o cliente e pela ética.



O Advogado


Nascido em 1973, o Dr. Rony Emerson Ayres Aguirra Zanini é natural de Miracatu-SP. Em 1991, mudou-se para Taubaté-SP, cidade pela qual se apaixonou e passou a residir até a presente data. Graduou-se em Ciências Jurídicas e Sociais, pela Universidade de Taubaté (UNITAU), em 1996, sendo que, de 1994 a 1996, estagiou no Escritório de Assistência Judiciária daquela faculdade. No ano seguinte, enquanto estagiava em escritório de advocacia trabalhista, foi aprovado no Exame de Ordem, passando a advogar na área, desde então. Entre 1997 e 2005, participou de diversos congressos, seminários, palestras e cursos de extensão, nas áreas trabalhista e previdenciária. Em 2005, especializou-se em Direito Público, com a monografia “A Justiça como finalidade do Direito”; e, em 2007, em Direito do Trabalho e Processual do Trabalho, com a monografia “Direito ao adicional de insalubridade nas atividades a céu aberto com exposição aos raios solares: uma crítica à O.J. n.º 173 da SDI-1 do TST”. De 2009 a 2011, cursou graduação em Filosofia, pela Faculdade Dehoniana, colando grau em 2012, com a monografia “A antropologia filosófica de Karl Marx: escritos de juventude (1843-1846)”. Casado com Beatriz Penna Zanini, desde 2001, o Dr. Rony é pai de Samuel (7 anos) e Tomás (3 anos).



Os Mandamentos do Advogado


(Eduardo J. Couture)


1º Estuda. O direito está em constante transformação. Se não o acompanhas, serás cada dia menos advogado.

2º Pensa. O direito se aprende estudando; porém, se pratica pensando.

3º Trabalha. A advocacia é uma fatigante e árdua atividade posta a serviço da justiça.

4º Luta. Teu dever é lutar pelo direito; porém, quando encontrares o direito em conflito com a justiça, luta pela justiça.

5º Sê leal. Leal para com teu cliente, a quem não deves abandonar a não ser que percebas que é indigno de teu patrocínio. Leal para com o adversário, ainda quando ele seja desleal contigo. Leal para com o juiz, que ignora os fatos e deve confiar no que tu lhe dizes; e que, mesmo quanto ao direito, às vezes tem de confiar no que tu lhe invocas.

6º Tolera. Tolera a verdade alheia, como gostarias que a tua fosse tolerada.

7º Tem paciência. O tempo vinga-se das coisas que se fazem sem a sua colaboração.

8º Tem fé. Tem fé no direito como o melhor instrumento para a convivência humana; na justiça, como destino normal do direito; na paz, como substituto benevolente da justiça; e, sobretudo, tem fé na liberdade, sem a qual não há direito, nem justiça, nem paz.

9º Esquece. A advocacia é uma luta de paixões. Se a cada batalha fores carregando tua alma de rancor, chegará um dia em que a vida será impossível para ti. Terminado o combate, esquece tanto tua vitória quanto a derrota.

10º Ama tua profissão. Procura considerar a advocacia de tal maneira que, no dia em que teu filho te peça conselho sobre o seu futuro, consideres uma honra para ti aconselha-lo que se torne advogado.


(COUTURE, Eduardo J. Os mandamentos do advogado. Tradução de Ovídio A. Baptista da Silva e Carlos Otávio Athayde. Porto Alegre: Fabris, 1979, p. 7 e 8)